O Conselho Presbiteral da Prelazia do Xingu reunido nos dias 07 e 08 de março de 2017, em Altamira, tomou conhecimento da invasão nas terras indígenas Arara do Laranjal, no trecho entre o Km 120 ao Km 140,entre os municípios de Medicilândia e Uruará, na Transamazônica Oeste (BR230), sentido Altamira – Itaituba.

A referida terra indígena foi devidamente demarcada e homologada e ultimamente bem sinalizada. Portanto, a invasão da área demonstra total desrespeito e descaso com os povos indígenas e com a decisão do Estado de garantir os direitos de nossos irmãos indígenas.

Repudiamos tal atitude e nos solidarizamos com a causa desse povo, que tem seus direitos garantidos pela Constituição Federal, no seu artigo 231, que reza o seguinte:

 

Art. 231.São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam, competindo à União demarcá-las, proteger e fazer respeitar todos os seus bens. (Constituição Federal, 1988)

 

Queremos aqui reafirmar nosso compromisso com a Campanha da Fraternidade que trata dos Biomas Brasileiros visando salvaguardar a unidade entre diversos elementos da Natureza, lembrarmos dos povos originários que neles habitam, trazendo em nossas atitudes e gestos concretos o “Cultivar e Guardar a Criação” Gn,2,15

Exigimos imediatamente uma tomada de posição das autoridades competentes e a retirada dos invasores; garantindo assim o direito dos povos indígenas de viver em liberdade e paz em seu habitat.

Ao mesmo tempo estamos preocupados com o crescimento constante da violência em nossos municípios que vem assistindo a ocorrência de vários assassinatos cotidianamente, causando insensibilidade e desvalorização da vida.

Como Igreja temos a missão de sempre defender e promover a vida em todas as circunstâncias; como nos pede o Evangelho; lembramos que Jesus veio para que todos tenham vida e vida em abundância. (cf. Jo10,10).

Conclamamos a todos os cristãos e cristãs, as comunidades, pastorais, paróquias e pessoas de boa vontade a denunciar e combater todo tipo de injustiça e violência contra a vida, assumindo a prioridade “Defesa da Vida” definida e aprovada pela 7ª Assembleia do Povo de Deus.

 

Altamira, 08 de março de 2017.

 

Dia Internacional da Mulher

As mulheres têm muito a dizer-nos na sociedade atual... A mulher sabe ver as coisas com olhos diferentes dos homens”. Papa Francisco, 2015

 

+Dom João Muniz Alves,OFM

 

Pe. Vandeir lima Alves

Pe. Gilmar Dalcanale

Pe. Waldemar Pimentel Filho

Pe. Alirio Bervian

Pe. Patrick Francis Brennan

Pe. Hortêncio Medeiros Matias

Pe. Friederich Satzger

Pe. José Amaro Lopes de Sousa

Pe. Romildo Maurício da Silva